Tudo sobre branqueamento dentário: preço, opções e muito mais

02 junho · 5 minutos

O branqueamento dentário é o tratamento a que mais recorrem os pacientes que desejam melhorar a estética do seu sorriso. Hoje em dia, existem várias opções de tratamento de branqueamento dos dentes, seja no dentista ou em casa. Vamos explicar-te como funciona este tratamento e porque é importante procurar a ajuda de um profissional antes de começar.

O que é o branqueamento dentário?

O branqueamento dentário é um tratamento odontológico relativo à parte estética desta especialidade. Com este tratamento, é possível branquear o tom dos dentes e eliminar manchas, para uma melhor estética dentária.

Cada paciente é único, por isso, os resultados obtidos após um branqueamento dos dentes serão diferentes de pessoa para pessoa. O paciente deve ter objetivos realistas antes de se submeter ao tratamento. Apesar de a grande maioria conseguir um sorriso visivelmente mais branco e brilhante, por vezes não é possível atingir um tom perfeitamente branco. Depende da cor natural do esmalte.

Dentista efetua branqueamento dentário a paciente

Porque é que os dentes ficam amarelos?

Antes de percebermos como funciona o branqueamento, é importante conhecer as causas dos dentes amarelados. Sejam essas causas naturais ou adquiridas, entendê-las vai ajudar-te a manter os teus dentes brancos durante mais tempo depois do tratamento. Algumas das razões porque os dentes ficam amarelos são:

  • Cor natural dos dentes. Todos temos um tom diferente de esmalte que pode ir do amarelo ao branco.
  • Idade. Com o passar dos anos, os dentes têm tendência a ficar amarelados e a escurecer devido ao desgaste e à acumulação de manchas absorvidas. Por isso, torna-se cada vez mais difícil o branqueamento com o passar dos anos, embora não seja impossível.
  • Translucidez. Quanto mais grossos e opacos forem os dentes, mais brancos tendem a ser. Pelo contrário, os dentes mais finos e transparentes têm um aspeto mais amarelado e também são mais difíceis de tratar.
  • Hábitos alimentares. Chá, café, vinho e outros alimentos coloridos vão manchando gradualmente os dentes, que ficam amarelados ou acinzentados. Além disso, os alimentos ácidos atacam diretamente o esmalte. A superfície do dente fica mais fina, o que tem um efeito ainda maior na cor.
  • Tabaco. O tabaco é o inimigo número um da saúde, mas também dos dentes. A nicotina mancha gradualmente os dentes, provocando uma descoloração.
  • Traumatismo. Um dente que tenha sofrido um traumatismo pode ser mais escuro do que os restantes.

Como fazer um branqueamento nos dentes?

Se não sabes como funciona o branqueamento dentário, continua a ler para conheceres melhor este procedimento.

O branqueamento dentário é feito através da aplicação de um gel à base de peróxido de hidrogénio, ou seja, água oxigenada (embora esta seja diferente da que encontramos nos supermercados) ou peróxido de carbamida, que se decompõe em peróxido de hidrogénio. Em qualquer uma destas formas, durante o branqueamento, o peróxido de hidrogénio atua sobre o dente abrindo os poros do esmalte e penetrando nas camadas internas, para um branqueamento desde o interior.

É importante relembrar que este tratamento deve ser feito sempre com a supervisão de um profissional de saúde com experiência. Este terá de examinar os teus dentes para avaliar se podes iniciar o procedimento.

Tipos de branqueamento dentário

Existem vários tipos de branqueamento dentário aos quais te podes submeter para conseguires um sorriso mais branco. Todos eles são eficazes. De seguida, explicamos-te em que consiste cada um deles para que avalies qual o que melhor se adequa a ti.

Branqueamento dentário no dentista com laser ou LED

O primeiro tipo de branqueamento dentário que encontramos é o que se efetua numa clínica por parte de um dentista. Para branquear os dentes, é aplicado um gel de peróxido de hidrogénio na superfície dentária, que tem um elevado potencial de branqueamento dos dentes. Este branqueamento pode ser feito com ou sem laser ou luz LED. Quando se utiliza a lâmpada LED, ativa-se o gel branqueador para que as partículas do peróxido que branqueiam os dentes sejam libertadas. No caso do branqueamento dentário no dentista, os resultados são imediatos.

Branqueamento dentário em casa com goteiras e supervisão profissional

Em segundo lugar, encontramos o branqueamento dentário em casa. Neste caso, o branqueamento é feito com goteiras que são entregues na consulta pelo dentista. As goteiras são preenchidas com peróxido de carbamida e é necessário deixar atuar durante o tempo estipulado pelo dentista, em função da concentração de peróxido de carbamida que o produto contenha. O branqueamento dentário com goteiras é feito a partir de casa e as goteiras devem ser utilizadas com o produto algumas semanas para um branqueamento gradual dos dentes.

Preparação de goteira para branqueamento dentário

Branqueamento dentário combinado

No tratamento de branqueamento dentário combinado, como o próprio nome indica, combinam-se o branqueamento em casa e no dentista. Este tipo de tratamento é indicado para um resultado mais eficaz e duradouro, uma vez que se vai alternando entre branqueamento com laser e com goteiras. O teu dentista vai-te aconselhar acerca de como procederes e o número de sessões necessárias para obteres um sorriso radiante.

Branqueamento dentário interno

O branqueamento dentário interno é o aconselhado quando um dente desvitalizado (dente ao qual se extraiu o nervo) tenha escurecido. A diferença relativamente aos outros branqueamentos é que este é efetuado de forma interna e apenas no dente que se pretende branquear.

Limpeza e branqueamento dos dentes: importância

A limpeza de dentes e o branqueamento são procedimentos que se complementam. Antes de efetuares qualquer procedimento de branqueamento dos dentes, deves efetuar uma limpeza dentária profissional. A limpeza antes do branqueamento é muito importante, pois a acumulação de tártaro é um dos fatores que influenciam a coloração dos dentes. Para assegurarmos melhores resultados, devemos efetuá-la antes do branqueamento.

Vantagens e desvantagens do tratamento de branqueamento dos dentes

Como em tudo na vida, o branqueamento dentário tem vantagens e desvantagens. Continua a ler para saberes mais.

Vantagens do branqueamento dentário

Entre as vantagens do branqueamento dentário encontramos:

  • Mais confiança. Uma das vantagens do branqueamento dos dentes é que, graças ao mesmo, muitos pacientes melhoraram a sua autoestima, uma vez que, seja devido manchas ou por terem os dentes amarelados, tinham perdido a sua confiança na hora de sorrir.
  • Trata-se de um procedimento indolor, eficaz e rápido. O branqueamento dentário é um procedimento indolor, por isso, não deves ter medo de o fazer. Também é possível conseguir bons resultados numa só sessão, dependendo do tipo de branqueamento efetuado, e estes tendem a ser bastante satisfatórios.
  • Rejuvenesce o sorriso. Uma vez que os dentes se vão manchando ao longo dos anos, outra das vantagens do branqueamento dos dentes é o facto de conseguirmos rejuvenescer o nosso sorriso e, por conseguinte, a nossa aparência no geral.
Paciente submete-se a tratamento de branqueamento dos dentes

Desvantagens do branqueamento dentário

Por outro lado, entre as desvantagens do branqueamento dentário podemos assinalar:

  • O tratamento de branqueamento dos dentes não é para toda a vida. Com o tempo, os dentes podem voltar a ficar manchados se não os escovarmos corretamente, se fumarmos ou se ingerirmos alimentos e bebidas que mancham os dentes com frequência.
  • Pode provocar sensibilidade dentária e nas gengivas. Esta sensibilidade não se verifica em todos os pacientes e deve desaparecer após alguns dias.
  • Se não se aplicar o produto corretamente, este pode branquear os dentes de forma heterogénea, causando colorações diferentes nos vários dentes. Por isso, é essencial efetuar sempre o tratamento com a supervisão de um especialista.

Riscos e efeitos secundários de utilizar um kit de branqueamento dentário sem supervisão médica

Se não contarmos com uma supervisão médica correta, o branqueamento dentário caseiro pode ter alguns riscos. Não podemos deixar de insistir no facto de que o tratamento dentário deve ser sempre feito mediante a supervisão de um profissional de saúde. Deixares-te tentar pelos kits de branqueamento dentário caseiro que se vendem na Internet por um preço inferior ao que oferecem os dentistas pode pôr em risco a tua saúde e a dos teus dentes. Além disso, arriscas-te a não conseguir os resultados esperados, uma vez que não terás nenhum profissional de saúde a avaliar o estado de saúde dos teus dentes para te propor um produto adequado.

Os produtos de branqueamento devem ser utilizados durante um determinado período de tempo, de acordo com as recomendações do teu médico. Além disso, não devem superar as percentagens de peróxido de carbamida recomendadas. Entre os efeitos secundários do branqueamento dentário caseiro com um produto comprado online inclui-se a deterioração do esmalte. Os danos no esmalte podem provocar hipersensibilidade dentária e outros problemas de saúde. Desta forma, para evitar os riscos e possíveis efeitos secundários do branqueamento dentário, devemos sempre recorrer a especialistas.

Sensibilidade dentária depois de um branqueamento dentário

Conforme indicado anteriormente, ainda que não seja algo que aconteça a todos os pacientes, em alguns casos é possível sentir sensibilidade dentária após um branqueamento dentário.

Podemos definir a sensibilidade dentária como uma sensação penetrante e de frio nos dentes quando ingerimos alimentos ou bebidas muito frios ou muito quentes. A sensibilidade dentária ocorre porque o produto que ajuda a branquear os dentes é o mesmo que produz a sensibilidade. Este penetra através do esmalte, chega à dentina e, por fim, ao nervo, causando sensibilidade.

Contudo, existem várias formas para combater esta sensibilidade e tentar acalmá-la após um branqueamento dos dentes:

  • Utilizar pasta de dentes com flúor. O flúor é um mineral que ajuda a combater a sensibilidade dentária graças à sua ação remineralizante e de fortalecimento do esmalte. A maioria dos dentífricos no mercado já contém flúor na sua composição, por isso, podemos recorrer aos mesmos para combater a sensibilidade.
  • Ainda que não haja alimentos proibidos após um tratamento de branqueamento dos dentes, devemos evitar bebidas e alimentos muito frios ou muito quentes durante o tratamento, já que estes aumentam a sensibilidade dentária devido à mudança brusca de temperatura. É importante relembrar que o esmalte dentário é poroso e estas mudanças de temperatura podem chegar a sentir-se na polpa ou no nervo dentário. Outros alimentos ou bebidas não recomendados após um branqueamento dos dentes e que podem afetar o tratamento são os que apresentam um elevado teor de taninos, como o café, o chá preto, os frutos vermelhos, etc.
  • Utilizar pasta de dentes dessensibilizante. No mercado também existe pasta de dentes específica contra a sensibilidade dentária, por isso, podemos utilizar este tipo de dentífrico durante umas semanas antes de nos submetermos a um tratamento de branqueamento dos dentes. Este produto também existe em forma de gel e pode ser aplicado na superfície dentária.
  • Utilizar uma escova de dentes suave. Este tipo de escova é adequado para os casos em que exista sensibilidade dentária, uma vez que é mais suave nos dentes e nas gengivas, evitando uma escovagem agressiva.

Branqueamento dentário: qual o preço?

O preço de um branqueamento dentário em Portugal pode variar de acordo com a cidade, mas também devido à reputação do dentista e outros fatores. O preço de um branqueamento num dentista pode variar muito, oscilando entre os 150 e os 750 euros.

Mulher mostra pormenor de alinhador invisível

Alinha e branqueia os teus dentes com a Impress

Na Impress, poderás desfrutar não só de um sorriso mais branco, como também poderás alinhar os teus dentes de forma segura e invisível. Para te ajudar a conseguir um sorriso mais branco enquanto alinhas os teus dentes, incluímos uma espuma branqueadora no teu kit Impress. A espuma que oferecemos tem uma baixa concentração e, por isso, é segura de utilizar, mas não proporciona os mesmos resultados de um branqueamento dentário profissional. Contudo, também vai ajudar a manter os alinhadores limpos e frescos. A espuma deve colocar-se nos alinhadores durante 30 minutos por dia para melhores resultados.

Se queres alinhar os teus dentes para melhorares a saúde e a estética do teu sorriso, convidamos-te para uma consulta inicial para saberes mais sobre a metodologia Impress. Vamos informar-te acerca dos nossos tratamentos de ortodontia na clínica mais próxima de ti.

Entra em contacto connosco por telefone ou Whatsapp para o número +351 308 800 355. Também podes marcar uma consulta online através do nosso site. Visita-nos para te informares acerca dos nossos preços e tratamentos. Estamos à tua espera!

Partilhar artigo

Perguntas frequentes sobre branqueamento dentário

O branqueamento dentário dói?

Não, o branqueamento dos dentes não dói. É possível que haja alguma sensibilidade durante o tratamento, especialmente às temperaturas (frio/calor) ou aos alimentos ácidos. Contudo, esta desaparece quando termina o tratamento.

O branqueamento dentário é mau?

O branqueamento dentário não é mau desde que devidamente supervisionado por um dentista. Pelo contrário, é seguro e com poucos riscos associados.

Qual é o melhor branqueamento dentário?

O melhor branqueamento dentário será sempre aquele que seja supervisionado por um dentista que conheça o teu historial clínico e o estado da tua saúde oral.

Os fumadores podem submeter-se a um tratamento de branqueamento dos dentes?

Sim, os fumadores podem submeter-se a um branqueamento dentário sempre que tenham consciência da sua higiene dentária e de que o tabaco vai continuar a escurecer os seus dentes.

Com que frequência se deve fazer um branqueamento dos dentes?

Depende da duração dos resultados. Dependendo do paciente, deve-se programar um retoque a cada 6 meses ou até uma vez por ano.

O que não devemos comer após um branqueamento dentário?

Depois de um branqueamento dentário, devemos ingerir alimentos que não tenham uma coloração escura, como arroz, batatas, massa sem molhos, ovos, lácteos naturais, frutas e verduras claras.

Empresa

Quem somos?

Imprensa

Carreiras

O nosso blog

*Por número de clínicas próprias

© 2024 SMILE2IMPRESS SL. Todos os direitos reservados