Má oclusão dentária: tipos, tratamento e como corrigir

30 junho · 5 minutos

Dentro das doenças orais que podem ser tratadas com ortodontia, encontramos a má oclusão dentária. Para além dos problemas de mordida e de caráter estético, se a má oclusão dentária não for tratada atempadamente, pode causar dor articular e até problemas de desenvolvimento da fala nas crianças. É por isso que a sua deteção precoce é tão importante.

Neste artigo, vamos explicar-te todos os detalhes que precisas de conhecer sobre a má oclusão, como detetá-la e como corrigi-la a tempo.

O que é a má oclusão dentária?

Tal como o nome indica, a má oclusão consiste numa oclusão incorreta dos dentes. Em condições normais, as arcadas superior e inferior encaixam corretamente, facilitando a mastigação e preservando as peças dentárias, o que não sucede quando existem problemas de oclusão dentária. Assim, podemos dizer que se trata de uma doença na qual os dentes do maxilar superior não encaixam corretamente nas peças dentárias do maxilar inferior.

Pormenor de boca com má oclusão vertical

Tipos de má oclusão dentária

Quando falamos de má oclusão não nos referimos apenas a um problema específico: existem vários tipos de má oclusão. As classes de má oclusão dentária podem ser categorizadas em função do plano que afetam. Continua a ler para saberes mais.

Má oclusão sagital: classe 1, classe 2 e classe 3

A má oclusão sagital é um tipo de problema de mordida que tem em conta a posição dos molares inferiores e superiores. Por sua vez, a má oclusão sagital divide-se em três classes:

Má oclusão de classe 1

Ao contrário do que o nome sugere, na má oclusão de classe 1 o paciente tem uma mordida normal, ou seja, há uma normoclusão. No entanto, estão presentes problemas de alinhamento dentário, como o apinhamento ou os diastemas. A má oclusão de classe 1 caracteriza-se por uma predisposição para padecer de problemas orais, como cáries, periodontite e gengivite. Além disso, existe uma maior erosão das peças dentárias.

Má oclusão de classe 2

Na má oclusão de classe 2, o primeiro molar superior está adiantado em relação ao primeiro molar inferior. Além disso, os incisivos superiores costumam estar inclinados para dentro ou para fora da cavidade oral: problema conhecido como protusão dentária. O queixo e o lábio inferior das pessoas que padecem de má oclusão de classe 2 estão, normalmente, mais retraídos em relação à arcada superior. Uma das consequências da má oclusão de classe 2, para além do desgaste dentário excessivo, é a maior tendência para sofrer de bruxismo.

Má oclusão de classe 3

Na má oclusão de classe 3, o maxilar está mais para a frente em relação à arcada superior. Este tipo de má oclusão, tal como as anteriores, pode ser provocado por problemas dentários ou problemas no osso. Além das consequências a nível estético, a má oclusão de classe 3 pode causar patologias na articulação temporomandibular e traumatismos na mordida. Dentro da má oclusão de classe 3, encontramos a mordida topo a topo, que ocorre quando os dentes anteriores (da frente) entram em contacto ao morder. Numa normoclusão, os dentes anteriores superiores fecham à frente dos anteriores inferiores.

Má oclusão transversal

A má oclusão transversal caracteriza-se pela alteração da largura dos maxilares e/ou problemas relacionados com a inclinação dentária. Existem dois tipos de má oclusão transversal:

Mordida cruzada posterior

Podemos definir a mordida cruzada posterior como a situação em que os molares e pré-molares da arcada superior ocluem por dentro da arcada inferior.

Mordida em tesoura

A mordida em tesoura é a situação na qual as faces palatinas dos molares e pré-molares superiores chocam com as faces vestibulares dos inferiores.

Perfil de paciente com sobremordida vertical

Má oclusão vertical

Na má oclusão vertical, pode ou não existir contacto entre os dentes superiores e inferiores, dependendo do tipo de problema. A má oclusão vertical, por sua vez, subdivide-se em vários tipos de problemas de mordida:

Mordida aberta

É aquela em que não há uma sobreposição vertical dos dentes. Ou seja, os pacientes com este tipo de oclusão nos dentes não conseguem que os dentes frontais entrem em contacto quando fecham a boca.

Sobremordida

Nestes casos, os dentes da arcada superior superam em mais de um terço os dentes da arcada inferior ao fechar a boca, ainda que exista contacto entre os pré-molares e molares. No entanto, os incisivos superiores cobrem os inferiores.

Causas da má oclusão

Dentro das causas da má oclusão, encontramos vários fatores, uns evitáveis e outros não:

  • Fatores hereditários. Por exemplo, um desenvolvimento incorreto dos maxilares pode ser uma das causas da má oclusão dentária. Além disso, certas malformações congénitas, como o lábio leporino ou a fenda palatina, são condições hereditárias que também podem provocar problemas de oclusão dentária.
  • Maus hábitos orais. Hábitos como sugar o polegar, a respiração bucal ou o uso de chupeta durante muitos anos são alguns dos fatores que provocam má oclusão.
  • Ausência de peças dentárias. A ausência de peças dentárias, seja por causas genéticas, por doenças orais, como periodontite ou cáries, ou por um traumatismo, é outra das causas da má oclusão dentária.

Sintomas da má oclusão dentária

Se os problemas de oclusão dentária não forem muito evidentes, é mais difícil identificarmos por nós próprios. No entanto, quando se trata de um problema com um certo grau de complexidade, alguns sintomas podem ajudar a detetá-lo. Alguns dos sintomas da má oclusão são:

  • Ruídos ao abrir e fechar a boca
  • Dor facial, de ouvidos, no maxilar ou na cabeça
  • Dor ou dificuldade durante a mastigação
  • Problemas ao abrir ou fechar a boca
Mulher com mãos na cara devido a dor causada por má oclusão dentária

Consequências da má oclusão dentária

A má oclusão tem um papel importante em certas doenças ou certos problemas. Algumas das consequências da má oclusão dentária são as seguintes:

  • Alterações estéticas. A má oclusão altera a fisionomia do rosto, uma vez que provoca assimetrias e altera a harmonia normal do mesmo.
  • Problemas de saúde e higiene oral. Os problemas de oclusão dentária podem resultar em problemas mais graves de saúde relacionados com uma higiene oral deficiente. Se não conseguirmos chegar adequadamente a todos os cantos da nossa cavidade oral, pode haver acumulação de tártaro ou placa bacteriana, que podem provocar problemas como periodontite, inflamação das gengivas ou mau hálito, entre outros. Por essa razão, é fundamental manter uma boa higiene oral e evitar o aparecimento de patologias associadas à má oclusão.
  • Dor. A má oclusão dentária também causa dor. Essa dor pode sentir-se na articulação temporomandibular (ATM) e provocar cefaleias.
  • Outros problemas de saúde. A má oclusão também provoca problemas respiratórios, uma vez que pode impedir que a boca feche corretamente. Também pode causar problemas relacionados com a fala.

Tratamento da má oclusão

Para o tratamento da má oclusão dentária é necessário consultar um especialista em ortodontia, para que este analise detalhadamente o caso e proponha um tratamento de ortodontia para a má oclusão personalizado. O tratamento da má oclusão implica sempre a necessidade de um tratamento de ortodontia. Tal como referimos, será o especialista quem vai ditar os passos a seguir para corrigir possíveis problemas de oclusão dentária.

Alguns dos tratamentos de ortodontia que podem ser utilizados para a má oclusão são os aparelhos fixos tradicionais, os alinhadores invisíveis, os expansores palatinos e os aparelhos extraorais dentro da ortodontia intercetiva, entre outros. Além da ortodontia, em alguns casos a correção da má oclusão pode exigir cirurgia ortognática (cirurgia maxilar/mandibular) ou a extração de peças caso exista um problema de osso, mas queremos evitar a opção cirúrgica. De qualquer forma, é fundamental seguir as recomendações do especialista para um tratamento bem-sucedido.

Também já mencionámos que a má oclusão dentária causa dor. Para aliviar essa dor, também é possível fazer terapia de reabilitação caso exista uma sobrecarga da ATM ou dores de cabeça e/ou de coluna causadas pela má oclusão dos dentes.

Mulher segura caixa com alinhador invisível Impress

Impress: especialistas em correção de má oclusão e outros problemas dentários

Na Impress, contamos com uma equipa médica com experiência tanto em mau posicionamento dentário como em problemas de mordida para te acompanhar na utilização de ortodontia invisível. Além disso, dispomos de tecnologia inovadora nas nossas clínicas que nos ajuda a diagnosticar e tratar uma grande variedade de casos, entre eles a má oclusão dentária.

Na primeira visita, efetuamos um diagnóstico exaustivo da mordida e do estado de saúde oral. Para isso, fazemos radiografias e uma digitalização 3D para obtermos uma imagem detalhada da tua cavidade oral e uma revisão dentária presencial completa.

Graças à nossa aplicação, podes fazer o teu tratamento de ortodontia à distância, sem esquecer as visitas à clínica necessárias para ajustar o tratamento e nos assegurarmos de que tudo está a correr como pretendido. Além disso, contarás com apoio permanente através da nossa aplicação, caso tenhas algum problema ou dúvida.

Os nossos preços são fechados, sem surpresas finais. Também tens a possibilidade de financiamento do tratamento, se assim desejares. Entra em contacto connosco por telefone ou por Whatsapp para o número +351 308 800 355, para marcares uma consulta na clínica mais próxima de ti a partir do nosso website e descobrires como podemos solucionar o teu problema de mordida.

Vem visitar-nos e fica a saber mais sobre o teu plano de tratamento personalizado Impress.

Partilhar artigo

Empresa

Quem somos?

Imprensa

Carreiras

O nosso blog

*Por número de clínicas próprias

© 2024 SMILE2IMPRESS SL. Todos os direitos reservados